terça-feira, 30 de março de 2010

Michel Odent em Curitiba

OPORTUNIDADE! Vejam, Michel Odent e o Parto Ecológico em Curitiba.
Workshop com
Michel Odent
Nascimento : da fisiologia à prática




Evidências cientificas atuais para o acompanhamento profissional de mulheres durante a gravidez, parto e pós-parto. A relação mãe-bebê no período primal e suas conseqüências na vida dos indivíduos. O impacto social das formas de nascer. Homo predator x Homo ecologicus. Propostas de humanização dentro da realidade brasileira de assistência à saúde.




« para mudar o mundo, primeiro é preciso mudar a forma de nascer »




Público alvo : médicos, enfermeiros, psicólogos, doulas, biólogos, professores, gestores hospitalares, e pessoas interessadas no tema.



Michel Odent
Nascimento : da fisiologia à prática


No dia 06 de Abril, o Espaço Aobä traz à Curitiba o ilustre obstetra francês Michel Odent para um workshop + palestra com profissionais da área de saúde e público em geral.
Ele apresentará seus últimos trabalhos sobre a fisiologia e a prática de assistência ao nascimento, bem como mediará discussões de propostas de humanização dentro da realidade brasileira de assistência à saúde da gestante e da mãe. Segundo Michel Odent “ para mudar o mundo, primeiro é preciso mudar a forma de nascer”. Nesse sentido, ele tratará, entre outros temas, das conseqüências para a sociedade brasileira dos exagerados níveis de cirurgia cesariana que se observam atualmente no nosso país.


Sobre Michel Odent : renomado obstetra francês de reputação internacional, conhecido por introduzir no hospital de Pithiviers na França, o conceito de sala de parto como casa e da utilização das piscinas de parto. Fundador do centro de pesquisa: Primal Health Research Centre em Londres, que tem como objetivo estudar as correlações entre o que ocorre no “período primal” a saúde e o comportamento adulto. Autor de 12 livros publicados em 22 línguas e mais de 50 artigos científicos.


Sobre o Espaço Aobä : dedicado ao acompanhamento de casais desde a gestação até a primeira infância dos filhos, o espaço Aobä oferece serviços e produtos em apoio à maternidade ativa e a uma criação próxima e consciente dos filhos. O espaço Aobä possui também uma equipe de atendimento ao parto domiciliar composta de doulas, psicólogas e enfermeiras obstetras.

sábado, 27 de março de 2010

parto ecologico 2

videoAgora observem, com o avanço da ciência, Odent explica que a sociedade consciente se direciona para um parto natural, ecológico ao invés de um cirúrgico.

sábado, 20 de março de 2010

Parto Ecológico

Vamos acompanhar a entrevista com Michel Odent, ator referencial para a Rede de Humanização do Nascimento (REHUNA). Nesta primeira parte explica porque a Cesariana se tornou um atrativo. Mas em seguida deve mostrar que com a evolução da ciência, a preferência dos partos caminharão para uma outra direção. Qual sera?
video
video

quarta-feira, 17 de março de 2010

CLUBE SAUDE NA GUARDA DO EMBAÚ


Vai estar novamente no CHALÉS STOLZ na GUARDA DO EMBAÚ, um local privilegiado pela natureza, bem pertinho de FLORIPA-SC. Confira o local super aconchegante no site www.stolzchales.com.br

Data: dias 23 a 25/04/2010
Tema: EMOÇÕES
Através de atividades catárticas para mobilização das EMOÇÕES, com dinâmicas grupais, exercícios físicos, massagens, terapias corporais e banhos especiais, a equipe do CLUBE SAÚDE e CHALÉS STOLZ -SPA irão proporcionar a você a oportunidade de DESCOBRIR SUAS VERDADEIRAS EMOÇÕES e suas fontes desencadeantes como também suas dificuldades pessoais que interferem no seu humor do dia-a-dia
INVESTIMENTO: - total de R$ 450,00 o pacote por pessoa (pagamento até o dia 07/04/2010)
DESCONTO ESPECIAL para adesões antecipadas = total de R$ 400,00
Depósito na CONTA POUPANÇA em nome de: Rosana de Noronha Ribeiro - CPF: 066.116.248-64 - Banco do Brasil- AG: 1386-2 / Conta Poupança:32.940-1
Após depósito favor confirmar aos telefones acima ou pelo email rosananoronha@yahoo.com.br , se possível com comprovante de depósito. E peça o formulário do CLUBE SAÚDE para preencher.
Maiores informações através do blog: psiquiatriasemfronteiras.blogspot.com ou pelo fone 48 3324 1212 ou cel: 99628753 ( Rosana )

Marcos de Noronha – médico psiquiatra
Coordenação do Clube Saúde - www.abe.org.br

sábado, 6 de março de 2010

Um Parque Ecológico em Foz do Iguaçu

O programa Psiquiatria Sem Fronteiras encerra a série Se Há Vida em Nosso Planeta, Há mais Saúde em Nossa Vida com chave de ouro. Fomos as Cataratas do Iguaçu e lá encontramos uma administração do local, voltada a preservação de um grande parque. .
videoO programa segue com entrevistas sobre Parto Ecológico, ou se preferirem, nascimento humanizado, ou ainda como prefere definir o obstetra mais importante no mundo nessa área, Michel Odent: A Mamiferização do Nascimento. Ele será o nosso entrevistado no próximo Psiquiatria Sem Fronteiras.
video
Psiquiatria Cultural estuda tratamentos diferenciados


Aspectos culturais influenciam o surgimento e o tratamento de diversas doenças mentais. É o que dizem os especialistas de um ramo de estudo desconhecido no Brasil, que chama a atenção para a relação entre aspectos sócio-culturais e saúde mental. Existente desde a década de 60, a etnopsiquiatria ou psiquiatria cultural vem ganhando força em diversos países, que já atuam com cuidado em sociedades nativas, e preservam suas formas tradicionais de cura e religião.

As taxas de suicídio no mundo mostram como a cultura atinge a saúde mental. Sabe-se que 90% dos casos de suicídio estão associados a distúrbios como depressão, esquizofrenia, transtorno bipolar e alcoolismo (dados da OMS). No Brasil, o índice de suicídio é de 5 para cada 100 mil mortes. A média européia é de 20. Países como Hungria e Lituânia têm índices em torno de 60. Entre os índios brasileiros, há apenas um suicídio a cada 100 mil mortes. Por outro lado, se isolarmos a tribo índigena guarani-caiuás, o índice sobre para espantosos 600 suicídios a cada 100 mil mortes.

Para discutir este assunto, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) realizará, durante seu congresso anual (25 a 28 de outubro, em Curitiba), uma mesa-redonda com especialistas da área. O coordenador da atividade, psiquiatra Marcos de Noronha, diz que aspectos sócio-culturais são importantes no surgimento de diversos transtornos e devem ser utilizados no tratamento destas doenças. “Estive na China recentemente e encontrei um distúrbio específico de cultura, que aparece somente naquela população, conhecido como ‘latha’”, explica.

Para exemplificar como os costumes de uma determinada população podem ajudar no tratamento de doenças mentais, Noronha cita um trabalho desenvolvido com populações da região amazônica. “Criaram a Terapia Comunitária Perambulante, que consistia no treinamento de famílias e grupos locais para o acompanhamento de pacientes esquizofrênicos. Com isso, a média de tempo de internação chegou a 5 dias. Em todo país, essa média é de 15 dias”, relata.

Ainda segundo Noronha, existe um grande desafio para a psiquiatria cultural no Brasil. A grande diversidade de povos e costumes espalhados pelas regiões do país amplia a necessidade de se desenvolver trabalhos específicos para cada comunidade. “Exatamente por isso a oportunidade que a ABP oferece a especialistas de todo o país é tão importante”, explica.

Danilo Maeda
Assessoria de Imprensa ABP
(11) 4123.1419